Quem nunca sonhou em aumentar a sua produtividade e ainda ter qualidade de vida? Parece um sonho de todos nós não é mesmo? Como a lenda do pote de ouro no fim do arco-íris..

Mas se num bate-papo informal com seus amigos e familiares você perguntá-los como anda a vida, vai perceber rapidamente que a maioria deles responderá: “Minha vida é uma correria”, “Estou trabalhando feito louco”, “Não tenho tempo para nada”…

Talvez você também se encaixe nesse cenário e, o pior de tudo, é que isso não traz nenhum resultado ou benefício, só gera estresse.

Quantas pessoas você conhece não vivem esse contexto: trabalham feito loucos, nunca tem tempo para nada e também não gozam de qualidade de vida e vice-versa?

Parece que para ter uma coisa não se pode ter outra, é como se uma excluísse a outra: para ser produtivo é preciso trabalhar feito louco, ou, para se ter qualidade de vida é preciso retirar-se e ir viver nas montanhas como um monge.

Mas a verdade é que não é bem assim, é possível ser uma pessoa produtiva e ainda ter qualidade de vida

Se você tem filhos, é casada, tem um emprego formal e, quer encontrar tempo para cuidar de si mesma, e ainda aumentar a sua produtividade e, tudo isso de maneira consciente e equilibrada, esse artigo é para você.

Leia o post dessa semana e saiba como é possível através de passos simples aumentar a produtividade em sua vida e encontrar o equilíbrio que precisa para viver com Alta Performance.

Não seja um super-herói, respeite os sinais do seu corpo

Quantas vezes você já se pegou tentando ser um super-herói? Realizando milhões de atividades ao mesmo tempo e achando que dessa forma iria conseguir resolver tudo?

Não adianta sair operando no “piloto automático”, é necessário parar e se auto-observar, ouvir os chamados internos e não ficar refém de uma busca alucinada por produtividade, pois isso também pode ser um grande equívoco.

Eu mesmo já vesti a roupa de super-herói e não tive resultados positivos e, ao invés de aumentar a minha produtividade, tive que diminuir o meu ritmo.

Eu estava levando a vida de maneira acelerada, agendando todos os compromissos que poderia agendar num curto espaço de tempo, e não parava nem para contemplar e entender o que estava fazendo.

Atrasado para um compromisso no interior de São Paulo, pulei do carrinho de golfe como se fosse o “Homem de ferro”, imbatível e invencível, e com essa compreensão acerca de mim mesmo, sem me dar conta de que era a hora de diminuir o ritmo, “estourei” o joelho.

Quando a gente não se dá conta de que está na hora de diminuir o passo, a vida dá um jeito de parar a gente de outra forma. E o que foi que aconteceu? Tive que operar o joelho e ficar vinte dias parado.

Aprender a priorizar somente o que é mais importante e não sair realizando tudo que está em nosso radar, nos ajuda a aumentar a nossa produtividade, pois ao contrário do que muitos pensam, estar sempre ocupado não é sinônimo de produtividade.

A multitarefa é a atividade que mais nos rouba energia e mais nos torna ineficientes. Então, aprenda a priorizar e a dizer não para o que não é urgente. Não vista a capa de super-herói!

Aprenda a gerenciar o seu tempo

Não importa o quanto o mundo tenha evoluído e o quão moderno nós possamos nos parecer, uma coisa é sempre igual: o dia tem 24 horas.

Então se você quer aumentar a sua produtividade e ainda ter tempo para cuidar dos filhos e da casa, se cuidar, praticar atividade física, entre outras coisas, precisa aprender a gerenciar melhor o seu tempo.

Coisas rotineiras como ir ao supermercado, buscar o filho no colégio, dar conta das entregas no trabalho, arrumar um “tempinho” para ir à academia, sair com os amigos, passear com o marido, a lista é imensa e nunca terá fim…

E, se entre todas as coisas que você precisa realizar, você não souber o que é mais importante para gerenciá-las de maneira adequada, sem sombra de dúvida, o seu dia vai parecer ter menos do que 24h e você continuará correndo atrás do relógio.

Para Christian Barbosa, autor best-seller de A Tríade do Tempo, maior especialista do país em produtividade, nossas atividades podem ser divididas em três grandes esferas: urgente, importante ou circunstancial.

Para ele, o equilíbrio dessas categorias está diretamente relacionada à nossa qualidade de vida, e para manter essas harmonia, precisamos repensar a maneira como temos distribuído nosso tempo.

Não adianta fazermos listas imensas, já que gerenciar bem o tempo não significa organizar bem as tarefas, mas sim saber identificar ao longo do dia o que é mais importante, urgente ou circunstancial.

Quando entendermos que nunca haverá tempo suficiente para fazermos tudo, mas que há tempo suficiente para fazermos o mais importante, seremos pessoas mais produtivas.

Um dos princípios fundamentais para aumentar a produtividade é aprender a priorizar aquilo que é mais importante e dizer não para o que não é urgente.

Busque mais concentração, evite distrações

Quantas as vezes ao longo do dia, você se pega distraído em suas redes sociais? Sem sombra de dúvida, as mídias sociais estão no topo da lista de tudo que mais nos rouba atenção, foco e concentração ao longo do dia.

Se você parar para fazer o cálculo de quantas horas por dia perde com elas, talvez se assuste, o consequentemente te deixa menos produtivo. 

Elas nos dão a falsa sensação de estarem preenchendo nossas vidas, mas muito pelo contrário, elas apenas roubam nosso tempo.

Caixas de e-mails lotadas, whatsapp, tente aplicar algumas técnicas que lhe ajude a olhar menos as notificações do seu celular, porque isso diminui a sua concentração e faz com que você perca mais tempo tentando se concentrar novamente.

Tente se desconectar um pouco e se questione constantemente: as mídias sociais estão trabalhando a meu favor, ou, roubando horas preciosas do meu dia? Essas distrações são importantes, urgentes ou apenas circunstanciais?

Pare de procrastinar

Existem muitos fatores que geram a procrastinação e, com certeza, impedem que você se torne uma pessoa mais produtiva e saiba gerenciar melhor o seu dia.

Timothy Pychyl, professor de Psicologia da Carleton University em Ottawa, Ontário, considera a procrastinação uma “estratégia de enfrentamento centrada na emoção”.

Ele sugere que quando você entende o que está lhe desmotivando você pode começar a abordá-lo, pois muitas das nossas emoções não são conscientes, então o primeiro passo é ter consciência de como você está se sentindo: “Por que continuo não querendo fazer isso?”

As razões pelas quais as pessoas se esquivam de suas tarefas podem nascer de muitos motivos: perfeccionismo, pouco significado e propósito no que realiza, incerteza sobre como fazer algo, insegurança, medo, ansiedade..

Para Pychyl, resolver não realizar hoje uma tarefa que você considera odiosa, faz com que você se sinta bem prevendo que no dia seguinte se sentirá muito melhor, o que facilitaria resolver o que se procrastinou.

Mas obviamente no dia seguinte você se sente pior por não ter realizado, o que dificulta a tarefa e aumenta o estresse. E você continua procrastinando..

Claramente, não há nada de positivo em procrastinar. Atrasar ou adiar o que se precisa fazer, não reduz a angústia, muito pelo contrário, esse incômodo só aumenta conforme o tempo passa.

 

E aí, você se identificou com alguma dessas situações? Como pôde perceber, essas são dicas muito simples, mas que podem ajudá-lo a ser mais produtivo.

Se você ainda tem questionamentos sobre como aumentar a sua produtividade para ter qualidade de vida e viver com Alta Performance, baixe gratuitamente o e-book “Seja um Profissional de Alta Performance” e descubra o que os profissionais de alto desempenho têm em comum e o que fazem para viver de forma equilibrada.

#Atitude que te move!

Um abraço, 

Paulo Alvarenga (P.A.)