O que te faz levantar da cama todos os dias?

Talvez você me responda sem nem pensar: “Meu emprego, meu chefe, preciso levar meu filho ao colégio, algumas reuniões, minha esposa, minha agenda e rotina cheias”.

Mas para onde tudo isso te leva? Às vezes, fazemos as coisas no piloto automático e nos esquecemos do que é realmente mais importante para nós.

Ouvi certa vez uma história à respeito do presidente americano John F. Kennedy, sobre quando ele visitou a NASA, e, isso me conectou diretamente com o poder de ter um propósito na vida. E agora vou partilhar com você:

Passeando pelos corredores, o presidente encontrou um zelador com uma vassoura na mão, e instintivamente perguntou o que ele estava fazendo. O zelador então respondeu: “Sr. Presidente, estou ajudando a colocar um homem na lua”.

Muitas pessoas pensam que ter um propósito na vida é abandonar tudo e fugir para as colinas para viver como um monge. Ou ainda, que ter um propósito é um artigo de luxo ou algo muito distante e inalcançável.

Talvez você ainda não saiba qual é o seu propósito, ou, talvez ele ainda não esteja tão claro para você, mas viver uma vida sem propósito é viver uma vida sem sentido.

Será que você acorda todas as manhãs e se sente energizado para viver o seu dia com disposição? Ou será que você já acorda cansado, sentindo uma enorme insatisfação?

A falta de energia ao longo do dia e a insatisfação constante podem ser sintomas e indicativos de uma vida sem propósito, pois quando conseguimos vivê-lo e comunicá-lo, até acordar às 5h da manhã fará sentido se aquilo for o seu propósito..

A busca por propósito é um processo natural e complexo ao mesmo tempo, mas é o que nos faz levantar da cama todos os dias para realizar nossos objetivos e deixar a nossa marca no mundo, seja ela qual for.

Ter um propósito na vida, não é um modismo do qual todos resolveram falar, é aquele entendimento que carregamos conosco em fazer parte de algo muito maior que nós, algo que traga real sentido para nossas vidas.

 

Você sabia que as pessoas que vivem seus propósitos aumentam a expectativa de vida?

Ter um propósito também tem comprovações científicas, para que até os mais céticos e desconfiados entendam a verdadeira importância de viver uma vida com propósito.

Um estudo conduzido por três Universidades (University College London, Princeton University e Stony Brook University) descobriu que aquelas pessoas que sentiam que o que realizavam tinham um verdadeiro significado, tinham 30% menos chances de morrer do que os demais.

Outras pesquisas americanas também mostram que ter um objetivo de vida reduz em 27% o risco de ter uma doença cardíaca, em 22% a chance de ter um AVC (acidente vascular cerebral) e cai pela metade quando se trata de Alzheimer.

Viver sem propósito pode ter impactos negativos em sua vida, mas pessoas com muita iniciativa e sem nenhuma direção, também estão apenas gastando energia à toa.

São aqueles conhecidos como principiantes empolgados, que saem eufóricos sem planejamento algum atrás de seus propósitos, se machucam, recuam e desistem.

Tive experiências negativas antes de encontrar e viver meu propósito de vida, as quais pude partilhar com os leitores do meu livro #Atitude que te move, justamente por acreditar que era apenas necessário ir sem planejamento algum. E agora partilho com você:

“Enquanto eu corria atrás do meu propósito sem qualquer planejamento, meu filho, no auge da adolescência, via o pai trabalhando feito um louco sem dinheiro para nada.. Como estava buscando o meu sonho de maneira errada, o resultado daquilo refletia na bagunça que estava minha vida. Eu era um pai que tinha engordado 22 quilos, totalmente sedentário, preocupado, louco atrás do propósito, e infeliz em aspectos emocionais e pessoais”.

Propósito não é simplesmente a razão pela qual fazemos o que fazemos, mas o que norteia todas as decisões de nossas vidas.

Como descobrir o meu propósito?

Propósito pode ser descrito de maneira bem simples, como um projeto, um desígnio, algo que se deseja alcançar, um objetivo de vida. Mas por que é tão difícil descobrí-lo?

Definir um propósito requer autoconhecimento, pois ele se constrói e pode mudar ao longo de toda a vida.

Aprendi algo muito interessante quando ouvi uma história bem peculiar da ilha de Okinawa, no Japão, e acho que pode ajudar você a descobrir o seu propósito de vida.

Lá em Okinawa, todo mundo sabe que se aposentar e viver com as pernas para o ar, é considerado algo extremamente prejudicial à saúde, pois desconecta você do seu ikigai.

Você já parou para pensar se tivesse que trabalhar até o fim da sua vida com algo que não seja prazeroso e atraente? Isso não seria muito feliz não é mesmo?

E o que é ikigai? Podemos traduzir ikigai como “uma razão para sair da cama de manhã”, e isso nos remete exatamente para nosso propósito de vida.

Por isso largar tudo para ir atrás de seu propósito não faz sentido algum. Propósito não se trata disso, mas sim de dar significado para a vida.

E é isso que os habitantes de Okinawa entenderam, esse é o segredo para uma vida mais longa e feliz, pois quando você descobre e vive seu propósito, tudo se conecta.

Essa é a lógica do ikigai, que também pode ser entendido como o seu propósito de vida.

Como encontrá-lo?

Os especialistas recomendam que você faça 4 perguntas a si mesmo:

1. O que você ama?
2. No que você é bom?
3. Pelo o que você pode ser pago?
4. Em que o mundo precisa de você?

Mas além do propósito é necessário fazermos algo que nos remunere, de maneira a não trair nossos valores.

Gosto de contar essa história porque ela nos ajuda a entender o que é de fato um propósito. Quando seu “ser” e seu “fazer” dialogam e você sente um enorme prazer em realizar tudo.

“Se vivemos o ikigai” (nosso propósito), combinando paixão, vocação, profissão e missão, e nunca ficamos à toa na vida, nos engajando até em trabalhos voluntários que façam sentido, isso faz toda a diferença, porque nos damos conta da relevância que nossa participação no todo traz”.

Tenha certeza que o que engaja as pessoas em qualquer projeto é o sonho e o propósito de sua vida.

Não seja aquela pessoa que só se conecta com o que quer fazer da vida aos finais de semana, e fica angustiada com a música do Fantástico no domingo à noite, sabendo que terá que voltar para o trabalho no dia seguinte.

Eu me lembro exatamente do dia em que, depois de uma semana intensa, defini minha missão e meu propósito de vida. Isso foi em 2008:

“Me tornar um ser humano integral que seja exemplo de pai, filho, companheiro, amigo e líder, e que, através do amor, da verdade, da relação com a família, do entusiasmo e da aventura, inspire as pessoas a ter uma vida extraordinária.”

Eu já descobri o grande motivo que me move.
E você? Qual o seu?

Se você tem o desejo de viver uma vida com propósito, comece agora, não deixe de aproveitar essa grande oportunidade e leia o e-book: O poder do Entusiasmo, e descubra como alcançar resultados extraordinários para viver uma vida com propósito.

#Atitude que te move

Um abraço,

Paulo Alvarenga (P.A.)